Blog
WhatsApp

Pesquisar no Site

Sexta, 16 Março 2018 00:00

Estudo sobre crimes contra patrimônios

Nelson Luís Margarido

Nelson Luís Margarido

Dir. Industrial na Korth RFID Ltda
Engenheiro Mecânico pela USP São Carlos

Estudo realizado pelo Jornal Folha de São Paulo com base em dados disponibilizados por 9 Estados sobre crimes contra patrimônios (2017).

É certo que não se deve justificar o aumento da criminalidade somente por questões econômicas, já que as políticas de segurança brasileiras tem urgências históricas. Porém, o aumento da escala de desvios, apontam especialistas, é um dos efeitos diretos do alto índice desemprego do país, que atingiu a marca de 12,2% em out. de 2017 (Pnad Contínua/IBGE)

Embora os holofotes estejam todos voltados para o Rio de Janeiro, um dos estados mais impactados pela crise econômica e de governos, a situação se repete em todo o país. Em Campinas (SP), por exemplo, o número de ocorrências cresceu 19% entre 2013 e 2017.

E todas as áreas produtivas sofrem impactos. O aumento do número de desvios de cargas, por exemplo, fez transportadoras criarem a chamada Taxa de Emergência Excepcional (EMEX), onerando toda uma cadeia produtiva.

E as operações agrícolas não fogem à regra. Reportagem veiculada na edição de 3 de março do Jornal Nacional, aponta que produtores rurais, devido ao aumento de assaltos violentos, vêm desviando recursos destinados à produção para investimento em segurança no campo.

Neste contexto, o combustível - ‘ouro líquido’ da produção agroindustrial - torna-se ainda mais visado, principalmente em operações desprotegidas, que se utilizam de métodos não profissionais para o controle de abastecimentos.

Para o diretor industrial da Korth, Nelson Margarido, o combustível é ‘prato cheio’ para desvios e comércio ilegal. “Se empresa não se utilizar de soluções completas e eficazes para o controle de gastos com combustíveis, certamente os desvios acontecem”. Ele lembra que, mesmo sem qualquer cenário de crise, o desvio de combustíveis em operações de campo e pista no Brasil é de cerca de 3%.

“Em um momento de desemprego, dificuldades econômicas, esse número tende a crescer”, opina.

O Korth Guardian é a ferramenta de controle de abastecimento mais completa do mercado. Composta de software e de equipamentos de automação de bombas e tanques, permite o total controle de uso de combustíveis em operações.

Quer saber mais? Entre em contato com a Korth:

(16) 3416-1326

Ler 1235 vezes